POR UMA PEDAGOGIA DA INTERCULTURALIDADE COMO ALTERNATIVA À VIOLÊNCIA ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE JUAZEIRO DO NORTE-CE

Miguel Melo Ifadireó, José Ricardo Ferreira da Costa, Vanessa de Carvalho Nilo Bitu, Yohana Maria Monteiro Augusto de Alencar, Francisco Renato Silva Ferreira

Resumo


O confronto com o Outro, a proliferação e o enfrentamento da violência em sentido abstrato, quanto específico são partes indiscutíveis das interações sociais que ocorrem no cotidiano sociopolítico das sociedades contemporâneas. Estudos empíricos de investigação científica – Miguel Melo et. al (2018), Judy Korn e Thomas Mücke (2013), Gabriel Chalita (2008), Cléo Fante (2005), Thomas Beatriz Pereira e Adelina Pinto (2002) entre outros - sobre violência na escola têm semelhante dificuldade de conceituar o termo; tanto a nível objetivo como a nível subjetivo percebemos diferenças fundamentais e estruturais, já a partir de suas teorias. A metodologia quantitativa foi utilizada como mecanismo capaz de fomentar as distintas possibilidades e competências para se traçar associações entre variáveis – técnicas estatísticas de correlação – e de causalidade entre os distintos fenômenos e nuances da violência no contexto escolar em interação com a perspectiva da interculturalidade. Para tanto, se foram elaboradas perguntas abertas e, sobretudo, perguntas fechadas – sim e não –, além de medições de estados individuais em relação à satisfação na escola, estas utilizando o tipo Escala de Likert, com cada item Likert contendo cinco possibilidades de resposta. Os achados nos permitem resumir que ofensas pessoais de violência são cometidas principalmente por adolescentes do sexo masculino. Outros fundos motivacionais ensejam nas mais variadas práticas de violência que vão do constrangimento ilegal sob ameaça de força ou violência, preconceitos e ressentimentos (étnica, religiosa, moral ou difuso), prazer, poder e busca pela violência.


Texto completo:

Ifadireó et al.

Referências


ABRAMOVAY, Miriam. Cotidiano das Escolas: Entre violências. Brasília: UNESCO, 2006.

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. Sejamos todos Feministas. 5. Ed. São Paulo: Cia das Letras, 2015.

ADLER, A.The Practice and Theory of Individual Psychology. London: Routledge. 2004.

AMMON, Günter (Hg.) Handbuch der Dynamischen Psychiatrie 1. 2. Auflage zahlreiche Abbildungen, kartoniert. Eschborn: Verlag-Dietmar, 2000, 927 Seiten.

AUERHEIMER, Georg. Einführung in die Interkulturelle Pädagogik. Stuttgart - Darmstadt: Wissenchaftliche Buchgesellschaft Verlag, 2005;

CARTACI, Marco. Educação intercultural. Teorias, políticas e práticas de pluralismo cultural no sistema de ensino italiano. REMHU - Rev. Interdiscip. Mobil. Hum., Brasília, Ano XXIV, n. 46, p. 129-141, jan./abr. 2016.

CHALITA, Gabriel. Pedagogia da amizade. Bullying: O sofrimento das vítimas e dos agressores. São Paulo: Gente, 2008.

COSTA, Candida Soares da; DIAS, Maria Helena Tavares; SANTOS, Zizele Ferreira dos. Educação Escolar Quilombola: Experiência Sobre Formação De Professores Em Mato Grosso (Brasil). Revista da ABPN, v. 8, n. 18 • nov. 2015 – fev. 2016, p.90-106.

FANTE, Cléo. Fenômeno Bullying: Como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. Campinas: Versus Editora, 2005.

FLEURI, Reinando Matias. Educação intercultural: a construção da identidade e da diferença nos movimentos sociais. Perspectiva, Florianópolis, v.20, n.02, p.405-423, jul./dcz. 2002.

HOFFMANN, Bruce. Terrorismus. Der unerklärte Krieg. Frankfurt am Main: Fischer Verlag, 2011.

IFADIREÓ, Miguel Melo; SOUZA, Taís Oliveira de; ALBUQUERQUE, Érika de Sá Marinho; SOUSA, Maria do Socorro Cordeiro de. Educação Intercultural e suas Ambivalências com o Estranho. Um Estudo Sobre a Representação Social do Negro no Livro Didático. Id on Line Rev.Mult. Psic., 2019, vol.13, n.43, p. 1081-1104. ISSN: 1981-1179.

KORN, Judy; MÜCKE, Thomas. Gewalt im Griff: Deeskalations- und Mediationstraning.Band 2.., Weinheimund Basel: BeltzVerlag. 2013.

MASCARO, Alysson Leandro. Lições de Sociologia do Direito. São Paulo: QuartierLatin, 2007.

MBEMBE, Achille. África Insubmissa. Cristianismo, Poder e Estado na Sociedade Pós-Colonial. Luanda (Angola): Edições Mulemba, 2013.

MELLO, Flávia Cristina de; SOARES, Joles Batista; KERBER, Leandro de Oliveira. Astronomia e educação intercultural: experiências no ensino de astronomia e ciências em escolas indígenas. I Simpósio Nacional de Educação em Astronomia – Rio de Janeiro – 2011.

MELO, Miguel A. de. Deutscheeinwanderung nach Rio Grande do Sul im Spannugsfeld zwischen Schule, Kultur, Sprache und Religion. Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação. Orientadora: Prof. Dr. Ursula Neumann, Hamburg: Junho, 2005.

_____.. Die Menschenrechtsverletzugen durch Hassverberchen. Eine Analyse der homophoben Gewalt am Beispiel Brasiliens. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais da Universität Hamburg. Orientador: Prof. Dr. Dr. Bernd-UlrichHergemöller, Hamburg: Janeiro, 2001.

_____.. Pretagogias na Educação: A religião dos Òrìsàs na cidade de Padre Cícero. Ciências da Religião: história e sociedade, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 146-178, jan./jun. 2016a.

_____.; BANDEIRA, João Adolfo Ribeiro. Crítica aos estereótipos e ideias racistas no Brasil sob o prisma dos estudos Pós-coloniais. Revista Direito & Práxis. Rio de Janeiro, Vol. 07, N. 15, 2016b, p. 213-246.

_____.; GOMES FILHO, Antoniel dos Santos; QUEIROZ, Zuleide Fernandes de. Epistemologias em Confronto no Direito. Reinvenções, Ressignificações a partir da Interdisciplinaridade. Livro Comemorativo aos 5 anos do LIEV. Curitiba: CRV, 2017.

MICHAUD, Y. Michaud, Y. A violência. São Paulo: Editora Ática.1989.

MOURA, Dayse Cabral de (Org). Educação e relações raciais em escolas públicas: o que indicam as pesquisas? Recife: Ed. Universitária UFPE, 2013 (Coleção Étnicoracial).

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil. Identidade nacional versus identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008 (Coleção Cultura Negra e Identidades).

_____.; GOMES, Nilma Lino. O negro no Brasil de hoje. São Paulo: Global, 2006.

PEREIRA, Beatriz Oliveira; PINTO, Adelina Paula. Dinamizar a Escola para prevenir a violência entre pares. Sonhar, v. 1, mai. ago, p. 10-33, 2002.

PÖGGELER, Franz. Fremde und Fremheit im Schulbuch und der Wandel der Pädagogik. München: Opladen Verlag, 2004.

_____. Macht und Ohnmacht der Pädagogik. München: Opladen Verlag, 2003.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas. 1999.

SCHEERER, Sebastian. Die Zukunft des Terrorismus. Drei Szenarien. Lüneburg: Zu Klampen Verlag, 2002.

SILVA, Paulo Vinicios Baptista da. Racismo em livros didáticos. Estudo sobre negros e brancos em livros de Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2008 (Coleção Cultura Negra e Identidades).

SILVA, Vagner Gonçalves da (org.). Intolerância religiosa: impactos do neopentecostalismo no campo religioso afro-brasileiro. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2007.

SUTHERLAND, E. H./ CRESSEY, D. R. Principles of Criminology. 11. ed. New York: Generall Hall. 1992. Apud. MAÍLLO, Alfonso Serrano. Introdução à Criminologia. 1ª. ed.São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007.

TEIXEIRA, Vanessa Corsetti Gonçalves; LANA, Eliana dos Santos Costa. Interculturalidade e direito indígena à educação - a política pública de formação intercultural de professores indígenas no Brasil. Educ. foco, Juiz de Fora, v. 17, n. 1, p. 119-150, mar. / jun. 2012.

WEIDENMANN, Björn-Zücke. Lernen – Lerntheorie. In: D. LENZEN (Hg.). Pädagogische Grundbegriffe. Bd. 2. Reinbek 1989, P.

ZALUAR, Alba. Violência intra e extra muros. Revista Brasileira de Ciências Sociais – Vol. 16 N°. 45, p. 147. Fev/2001.




DOI: https://doi.org/10.1000/riec.v3i1.131

DOI (Ifadireó et al.): https://doi.org/10.1000/riec.v3i1.131.g87

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interdisciplinar Encontro das Ciências - RIEC | ISSN: 2595-0959 |

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista Interdisciplinar Encontro das Ciências - RIEC | ISSN: 2595-0959 |

Centro Universitário Vale do Salgado

Rua Monsenhor Frota, 690

Bairro Centro | CEP: 63430-000 | Brasil, Icó-Ceará

Telefone: +55 88 3561-2760

E-mail: riec@fvs.edu.br